A construção do futuro

  • 2019-02-28
  • Mariana Soares

A sustentabilidade e a preocupação ambiental são dois temas que tem assumido cada vez mais um papel de grande importância para a sociedade. 

O crescimento da atividade industrial e as alterações climáticas - bem como o impacto que as mesmas têm tido sobre o ambiente - tem levantado preocupações a diversos níveis. É impossível descurar que, atualmente, são consumidos mais recursos do que aquilo que efetivamente a terra consegue gerar.

De todos os setores de atividade, a construção civil é a área que mais recursos consome e que, simultaneamente, mais impacto causa no meio ambiente. O método de construção dito tradicional absorve uma elevada quantidade de energia – cerca de 40% daquilo que é consumido mundialmente – e, ainda, contribui para o aumento da produção de resíduos. Aliás, este tipo de construção acarreta desvantagens tanto para o meio ambiente, assim como para quem investe nas habitações, acabando por desperdiçar tempo e capital e obtendo custos elevados em mão-de-obra. 

Deste modo, é fundamental adotar uma nova forma de estar na vida, tornando as habitações mais sustentáveis e eficientes. É com base na premissa anterior que surge o conceito de construção sustentável. Este conceito, de certa forma, serve como uma alavanca para a alteração da realidade que se vive nos dias de hoje, uma vez que alia de forma harmoniosa os princípios ambientais e sociais com as tecnologias disponíveis, economizando não só recursos, mas também tempo e mão-de-obra. 

Ao longo do processo de planeamento e construção de uma habitação é fundamental a aposta em conceitos inovadores e sustentáveis. Assim sendo, a AREADOBRAS® disponibiliza um conjunto de serviços e conceitos que permitem melhorar o conforto térmico, reduzir os consumos de energia e melhorar a qualidade de vida nas habitações. Durante a fase de projeto e obra são adotadas práticas e medidas que não prejudiquem o planeta e utilizadas soluções que se enquadrem na norma de Casas Passivas ou Passive House e nos princípios de casas eficientes, como é o caso, por exemplo, do Conceito Térmico de Paredes Fixolite. O Conceito Térmico de Paredes Fixolite é constituído por um produto capaz de responder às mais exigentes normas no que se refere a níveis de isolamento térmico e acústico, permite uma poupança nos consumos energéticos e possibilita a obtenção de certificação A+.